Origem das pipocas e factos interessantes

pipocas
A origem das pipocas vem de á muito tempo atraz. As pipocas tem origens entre muitas e diferentes tribos nativas americanas, e os traços deste lanche foram encontrados a 5.000 anos atrás. Na verdade, era tão difundida na América pré-colombiana que os cientistas não têm certeza de onde vem a pipoca. Basicamente, onde havia milho, havia pipocas.

Durante séculos o milho tem sido fundamental nas dietas de muitas civilizações porque fornece abundantemente muitos nutrientes diferentes.

Os nativos americanos tipicamente usavam as pipoca com diversas ervas e especiarias. Algumas tribos ainda acreditavam que havia um espírito dentro de cada semente da pipoca, e que o estouro acontecia como resultado do espírito ficar com mais raiva e mais raiva, até que “estourava”.

Beneficios das pipocas

A pipoca é um dos alimentos mais saudáveis ​​que qualquer pessoa pode comer. Possui uma grande quantidade de proteínas, minerais, vitaminas e calorias. Hoje em dia a pipoca ainda está entre os principais alimentos saudaveis devido ás suas qualidades. No entanto, a maioria das pessoas que compram pipocas não sabem que estão comendo um alimento altamente nutritivo. Talvez isso seja devido á enorme popularidade da pipoca.

A pipoca é um clássico, que se espalhou por todo o mundo, tornando-se popular tanto em casa como no cinema. É um daqueles lanches que é relativamente baixo em calorias, gordura e outros ingredientes saudáveis, pelo menos quando não esta com muita manteiga e sal. As pipocas são uma boa fonte de fibras, com cerca de 15 gramas por porção, e também tem proteínas, vitaminas B1 e B2, e ferro.

Em resumo…

Beneficios das pipocas:

  • Baixo em calorias
  • Boa fonte de proteínas
  • Baixo em gordura
  • Cheia de vitaminas
  • Grão inteiro – como qualquer outro grão inteiro, diminui o risco de doenças cardíacas e diabetes.
  • Rica em fibras
  • Lanche saudável – Quando não tem manteiga ou oleo.

Mas há muito mais nas pipocas. Aqui estão algumas das coisas mais interessantes sobre a pipoca.

Primeira máquina de pipocas

A primeira máquina de pipocas apareceu pela primeira vez na história no final de 1800 pelo inventor Charles Cretor, que apresentou a sua criação em 1885, em Chicago. Ele começou imediatamente a fabricar e vender essas máquinas, e a empresa que ele fundou ainda vende bem nos dias de hoje.

Carnaval e cinema

Foi na mesma época, final dos anos de 1880, que os vendedores começaram a vender pipocas para o Carnaval e teatro-cinema. No inicio, as pipocas eram vendidas por fornecedores externos no cinemas, o que irritava os donos de teatro, inspirando-os para começar a vender as pipocas dentro do edifício. Em 1912, no alvorecer da era do cinema, esta prática foi difundida em salas de cinema em todo os Estados Unidos.

Pipocas no cinema

Nestes dias, não é nenhum segredo que os cinemas fazem muito pouco dinheiro em bilhetes de cinema. Na verdade, a maior parte de seus lucros é na venda de concessões, e pipocas é uma grande parte desta. Você sabe quanto custa verdadeiramente as pipocas vendidas no cinema? Não custa mais que alguns cêntimos para as fazer. Noutras palavras, as pipocas fazem muito lucro.

Como é que o milho fica assim?

Cada “nucleo” da pipoca contém uma pequena quantidade de humidade. Quando aquece, esta humidade transforma-se em vapor, e expande-se e precisa de uma saída. Mas a semente de milho é hermética e impenetrável, não há nenhuma maneira para que o vapor possa vazar. Em vez disso, ela simplesmente explode.

De onde vem o milho das pipocas?

Hoje, o Nebraska é o maior produtor de milho de pipocas. As colheitas estão na ordem de 250 milhões de quilos de milho por ano especificamente para este fim. Nebraska é a “Capital das pipocas”, mas existem outros concorrentes pelo título, incluindo Marion, Ohio; Van Buren, Indiana, e Shaller, Iowa.

  • Barbara

    eu gostei é uma coisa de bastante curiosidade 🙂

  • Mimina

    legal!

  • babi

    amei!!!gosto muito de pipoca e nem sabia que ela fazia tão bem,valeu!!