Perigos do álcool

A ingestão de álcool representa vários perigos para a saúde e não só, pois um indivíduo quando ingere álcool fica incapacitado de realizar tarefas manuais ou intelectuais com competência.

pessoa cansadaO álcool afecta principalmente o cérebro. Em locais frios, faz com que a pessoa se sinta quente, de modo que o perigo de morrer de frio é muito maior. Fá-los sentir fortes quando são fracos, por isso eles tentam fazer coisas que são difíceis de fazer, e que não o fariam se estivessem sob o efeito do alcool. Prejudica o seu julgamento e os torna insensíveis ao perigo, correm riscos desnecessários e podem causar acidentes a si próprios e aos outros.

Em pequenas quantidades o álcool provoca descontracção e euforia, e faz com que as pessoas façam e digam coisas tolas.

Ao aumentar a dose ingerida, a perda de controlo é cada vez maior; se o consumo for excessivo, num curto espaço de tempo, pode levar ao estado de coma e à morte.

No entanto, a maioria dos alcoólicos são consumidores crónicos, isto é, a ingestão diária de álcool tornou-se um vício sem o qual o indivíduo não pode passar. Surgem então complicações graves, como hepatite alcoólica, cancro do fígado e doenças do sistema nervoso.

Algumas pessoas em vez de gastarem o dinheiro para alimentação, roupa e abrigo para si ou para a sua familia gastam-no em álcool e podem mesmo até roubar para o conseguir, a fim de comprar bebidas alcoólicas.

Outras complicações graves para a família e sociedade são a violência física e verbal que o álcool exerce sobre os que rodeiam o alcoólico, o perigo de condução de veículos sob o efeito do excesso de álcool, provocando acidentes de viação e faltas ao trabalho.

Perigos do consumo de tabaco

O tabaco, tal como o álcool, tem consequências graves na saúde do indivíduo. O consumo de tabaco afecta os nervos e faz com que o ritmo cardíaco seja irregular, encolhe os pequenos vasos sanguíneos na pele, e aumenta a pressão arterial.

O fumador morre cada vez mais cedo pois sofre de doenças cardiovasculares e contrai cancros diversos, como o da boca, laringe e do pulmão. O cancro do pulmão é a principal consequência do consumo do tabaco.

Os malefícios do tabaco tambem são sentidos nos não fumadores. Os fumadores passivos são pessoas não fumadoras mas que trabalham ou convivem com fumadores, ao inalarem esse fumo, contraem bronquites, asma e também cancro do pulmão.

O fumo irrita as passagens de ar e causa tosse crônica, cancro e pode mesmo levar á morte. E o pior de tudo, é que o hábito faz com que seja difícil parar de fumar, de modo que para parar de fumar tabaco só com esforço, persistencia e muita vontade. Algumas pessoas acham impossível quebrar o hábito de fumar.

Por esta razão, é cada vez mais necessário que nos locais públicos como cafés, restaurantes, cinemas e centros comerciais respeitem os Direitos do Não Fumador.