Maçã previne cancro

A maça previne cancro. Basta apenas comer uma maça uma vez por dia para que você reduza o risco de alguns tipos de tumores, principalmente do intestino. Você pode ingerir substâncias que protegem as artérias e ajudam a controlar os níveis de açúcar no sangue.

Maça
Os americanos tendem a repetir: “Uma maçã por dia mantém o médico longe”. E comece a levar a sério o que poderia soar como uma rima engraçada: uma maçã por dia ajuda, sim, manter os médicos longe. Isso seria mais ou menos, a tradução do provérbio no que diz em respeito ao cancro.

Um estudo da polónia, realizado na Jagiellonian University e publicado no European Journal of Cancer Prevention, a prestigiosa revista científica, corrobora esta ideia. Os pesquisadores entrevistaram 592 pacientes com tumor colorretal e outros 765 pacientes saudáveis, comparando todos os tipos de informações sobre seu estilo de vida, especialmente o que comiam, legumes, frutas, especialmente maçãs. “Após analisar os dados de dois grupos, podemos concluir que a ingestão diária de, pelo menos, uma maçã já reduziu em 35% o risco de cancro de intestino”, diz a SAÚDE!.

O trabalho não é o único a apontar o efeito anticancerígeno do fruto. Na Universidade de Cornell, E.U.A., nutricionistas testaram o extracto de maçã directamente nas células tumorais de mama e verificaram que ela era capaz de controlar a sua proliferação. Na prática, isso indicaria que o fruto não apenas actua na prevenção do problema como promove a sua cura.

O que previne o cancro?

“O mérito é dos compostos chamados fenólicos, uma equipe de poderosos antioxidantes presentes na maçã em grandes doses”, explica o agrônomo Alessandro Nogueira, o Grupo de Trabalho sobre a maça, Universidade Estadual de Ponta Grossa, no Brasil. A maçã previne cancro porque esses componentes neutralizam os radicais livres, e moléculas formadas no corpo que, em excesso, afecta o DNA das células, provocando uma proliferação por trás da formação de um tumor. “Nesta acção contra os radicais, há provas científicas de que esses compostos regulam a resposta imune e expressão do gene p53, envolvidos no desenvolvimento de tumores, faixa Jedrychowski.

Neste grupo de compostos fenólicos encontrados nas frutas da maçã, merecem destaque. As procianidinas, os glicosídeos de quercetina e rutina, estão entre os principais”. Não se preocupe em memorizar esses nomes complicados, mas para aprender o seguinte: coma sempre a maça inteira. “A sua casca tem cinco a dez vezes mais compostos activos que a carne”, explica Alessandro Nogueira.

Lave as maças

Se o produto não é orgânico, procure varrer pesticidas. “Apenas deixe os frutos imersos em 1 litro de água com gotas de hipoclorito de 5 para 15 minutos e depois passar por água limpa”, ensina o agrônomo Spoto Marta, da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz, Piracicaba, no interior de São Paulo.

Não coma muitas maças!

Alessandro Nogueira dá outra mensagem: não vale a pena comer todas as maçãs na fruteira. Isso assim não previne o cancro.  “Comer mais do que três unidades por dia anula esta acção porque, em excesso, seus componentes têm um tipo de efeito tóxico, gerando mais radicais livres, em vez de combatê-los.” Por isso, basta seguir os ditado e apostar numa maçã por dia. Assim pode prevenir cancro.