A água é essencial para uma boa saúde, mas varia de acordo com as necessidades individuais. Estas orientações podem ajudar a garantir que você beba bastante líquidos.

Qual a quantidade de água que devemos beber por dia? É uma pergunta simples sem respostas fáceis. Estudos têm diferentes recomendações produzidas ao longo dos anos, mas na verdade, as suas necessidades da água depende de muitos factores, incluindo a sua saúde, como activo você é e onde você vive.

Embora não seja igual para todas as pessoas, saber mais sobre qual a quantidade de agua que devemos tomar por dia e a necessidade do seu corpo para repor fluidos irá ajudá-lo a calcular a quantidade de agua que se deve beber por dia.

tratamento desidratacaoOs benefícios de saúde da água

Função da água no corpo

A água é o componente principal do seu corpo e representa cerca de 60 por cento do seu peso corporal. Todo sistema do seu corpo depende da água. Por exemplo, a água liberta toxinas para fora dos órgãos vitais, transporta nutrientes para as células e proporciona um ambiente húmido para a orelha, do nariz e dos tecidos da garganta.

A falta de água pode levar à desidratação, uma condição que ocorre quando você não tem água suficiente no seu corpo para realizar as funções normais do dia-dia. Mesmo uma desidratação leve pode drenar a sua energia e torná-lo cansado.

Qual a quantidade de agua que se deve beber por dia?

Você perde água todo os dias através da sua respiração, transpiração, urina e fezes. Para o seu organismo funcionar correctamente, você deve beber água através do consumo de bebidas e alimentos que contêm água.

Então, qual é a quantidade de agua diaria média que um adultos saudável deve beber num clima temperado?
Em geral, a quantidade de agua que devemos beber por dia recomendada pelos médicos são de 8 ou 9 copos.

Uma maneira de determinar a sua ingestão recomendada de água é dividir o seu peso em quilogramas por 30 (ex.: uma pessoa de 70 kg, vai precisar de 2,3 litros por dia), 70/30=2.3. Tenha em atenção que isto não é exacto e o mais recomendado por especialistas.

Aqui estão as formas mais comuns para fazer o calculo de agua a tomar:

  • Substituição, abordagem. A saída da urina média para adultos é de cerca de 1,5 litros (6,3 copos) por dia. Você perde cerca de um litro adicional (cerca de 4 copos) de água por dia através da respiração, suor e fezes. Os alimentos geralmente são responsáveis por 20 por cento de sua ingestão total de líquidos, por isso, se você consome 2 litros de água ou outras bebidas por dia (um pouco mais de 8 copos), juntamente com sua dieta normal, você normalmente irá substituir os fluidos perdidos.
  • Oito copos oito onças de água por dia. Outra abordagem da ingestão de água é a “regra de 8 x 8″
  • As recomendações dietéticas. O Instituto de Medicina recomenda que os homens consumam cerca de 3 litros (cerca de 13 copos) do total de bebidas por dia e as mulheres consumam 2,2 litros (cerca de 9 copos) do total de bebidas por dia.

Se você bebe bastantes líquidos, você raramente sente sede e produz 1,5 litros (6,3 copos) ou mais de urina por dia, a ingestão de líquidos é provavelmente suficiente. Se você está preocupado com a sua ingestão de líquidos, verifique com seu médico ou um nutricionista. Ele ou ela pode ajudar a determinar melhor quantidade de água que é melhor para você.

Factores que influenciam as necessidades de água

Você pode precisar modificar a ingestão total de líquidos, dependendo de como estiver activo, o clima em que vive, o seu estado de saúde, e se você está grávida ou a amamentar.

  • Exercício. Se você se exercita ou exercer qualquer actividade que faça você suar, você precisa beber mais água para compensar a perda de líquido. Um extra 400 a 600 ml (cerca de 1,5-2,5 copos) de água deve ser suficiente para exercícios leves e de pouca duração, mas o exercício intenso com uma duração superior a uma hora (por exemplo, correr uma maratona), exige uma maior ingestão de liquidos.
    Quantos copos de líquidos adicionais você precisa depende de quanto você suou no exercício, bem como a duração e o tipo de exercício. Durante longos períodos de exercício intenso, o melhor é usar uma bebida energética desportiva que contenha sódio, pois isso ajuda a repor o sódio perdido no suor e reduzir as probabilidades de desenvolver a hiponatremia, que pode ser fatal.
  • Ambiente. O tempo quente ou tempo húmido pode fazê-lo suar e isso requer líquidos. O ar interior aquecido também pode causar que a sua pele perca a humidade durante o inverno. Além disso, altitudes superiores a 8.200 pés (2.500 metros) pode provocar aumento da frequência urinária e uma respiração mais rápida.
  • Doenças ou condições de saúde. Quando você tiver febre, vómitos ou diarreia, o corpo perde líquidos adicionais. Nestes casos, você deve beber mais água. Em alguns casos, o médico pode recomendar soluções de rehidratação oral, como o Gatorade, Powerade ou CeraLyte. Além disso, você pode precisar de aumentar a ingestão de líquidos se desenvolver certas condições, incluindo infecções da bexiga urinária e pedras. Por outro lado, algumas condições, tais como insuficiência cardíaca e alguns tipos de rim, fígado e doenças adrenais podem prejudicar a excreção de água e até mesmo exigir que você limite a sua ingestão de líquidos.
  • Gravidez ou amamentação. As mulheres que estão gravidas ou a amamentar precisam de beber liquidos adicionais para se manterem hidratadas. O Instituto de Medicina recomenda que as mulheres grávidas tomem 2.3 litros (cerca de 10 copos) de líquidos diariamente, e as mulheres que amamentam a consumirem 3,1 litros (cerca de 13 copos) de líquidos por dia.

Outras fontes de água

Embora seja uma boa ideia manter a água ao seu alcance em todos os momentos, você não precisa contar apenas com o que você bebe para atender às suas necessidades de líquidos. O que você come também fornece uma porção significativa para as suas necessidades. Em média, a alimentação fornece cerca de 20 por cento do consumo total de água. Por exemplo, muitas frutas e legumes, como a melancia e o tomate, são constituídas por 90 por cento ou mais de água.

Além disso, as bebidas como o leite e o sumo são compostas principalmente por água. Mesmo a cerveja, vinho e bebidas com cafeína, como o café, chá e refrigerantes, podem contribuir, mas estes não devem ser uma parte importante da sua ingestão diária de liquidos total. A água é ainda a sua melhor aposta, pois é livre de calorias, baratas e está prontamente disponível.

Ficar com segurança hidratado

Não é geralmente uma boa ideia usar a sede só como um guia para quando beber. Quando chegar o momento em que você tem sede, você pode já estar levemente desidratado. Além disso, conforme você envelhece seu organismo é menos capaz de perceber sinais de desidratação e enviar ao seu cérebro que você tem sede. Por outro lado, sede excessiva e aumento da frequência urinária podem ser sinais de uma doença mais grave. Converse com o seu médico se você experimentar qualquer um.

Para evitar desidratação certifique-se de que o seu corpo tem os líquidos de você precisa, faça da água a sua bebida preferida.

A maioria dos adultos saudáveis pode seguir estas dicas:

  • Beba um copo de água a cada refeição e entre cada refeição.
  • Coma alimentos ou frutos ricos em água, como a melancia
  • Beba agua antes, durante e após o exercício.
  • Chás, água com gás e caldo da sopa pode ser considerados como parte da ingestão diária de água.
  • Se a sua urina é clara, você está bebendo água suficiente. No entanto, se a sua urina é fortemente colorida e / ou tem um cheiro ofensivo, você pode não estar a beber água suficiente.

Apesar de incomum, é possível beber água demais. Quando os rins não conseguem excretar a água em excesso, o eletrólito (mineral) o conteúdo do sangue é diluído, resultando em níveis baixos de sódio no sangue, uma condição chamada hiponatremia. Os atletas de resistência, como maratonistas, que bebem grandes quantidades de água, estão em maior risco de hiponatremia.